terça-feira, 29 de maio de 2007

Casulo


A sorte que me aponta pro norte
O conselho que sustenta meu porte
Não importa o quanto sangre o corte
Tu sempre me livras da morte
Meu casulo, meu suporte, meu forte.


Nicole Rodrigues

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Tez


Desejo que o adolescente de Quintana
habite sob sua tez
- que lhe possua por completo:
da cabeça aos pés -
e não lhe abandone jamais.

Nicole Rodrigues

domingo, 13 de maio de 2007

O dia em que perdi o céu de vista

Pobre de mim que acreditei que o céu era perto e que os anjos podiam me escutar...

Nicole Rodrigues

Cinco segundos para a eternidade


O susto:
quando não mais senti o degrau de madeira sob meus pés;
O som:
do baque do meu corpo se chocando contra o chão;
A esperança:
de parar de cair antes de me chocar contra a parede;
A dor:
ao ver e sentir os cortes, arranhões e hematomas...;
A prece:
“Deus, que não seja pior do que parece”.
O alívio:
não havia anjo, nem luz azulada para me guiar;
A realidade:
apenas eu, e meu corpo ferido, a observar a escada;
O pensamento:
“Eu poderia ter morrido... ”.
O tempo:
durou menos que cinco segundos...
A certeza:
de que lembrarei daquela queda por muito, muito tempo.

Nicole Rodrigues

Sete chaves

 
Trancada a sete chaves
em meu quarto
me entristeço.

Não penso em amigos,
não penso em parentes,
não penso em ninguém
- não me reconheço.

Trancada a sete chaves
em meu quarto permaneço.
E lá dentro choro tanto,
choro tanto que adormeço.

Nicole Rodrigues