sexta-feira, 31 de outubro de 2008

O cemitério das flores



Orquídeas defuntas espalhadas pelo vento;
girassóis cadáveres putrefatos a exalar o mau cheiro;
copos de leite decompostos mergulhados em valas;
folhas e galhos castigados pelo tempo...
 

- Ali o beija-flor não mais pousou
e até a Vitória Régia se afogou.
Nicole Rodrigues

2 comentários:

Nathy disse...

Ma-ra-vi-lho-so Poema!!!!!
Muito lindo, Nick!!!!
Fã, sempre fã sua, ruiva!!!

Karla Jacobina disse...

Excelente desfecho. Daria um brilhante haicai.