sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Amor leonino


Se tu soubesses o quanto te amo
saberias que esse amor não cabe
num corpo desastrado
de braços longos,
ombros estreitos
e quadris largos.

Se tu soubesses o quanto te amo
saberias que esse amor está
no minuto de silêncio,
no olhar sussurrado,
no abraço sem jeito,
no sentar ao teu lado.

Se tu soubesses o quanto te amo
saberias que esse amor uterino,
mundano,
leonino
e ateu
nunca quis ser de outro que não teu.


Nicole Rodrigues

Um comentário:

Juliana Paiva disse...

Sei bem como é issoo..amei a foto!!!LINDAS
b-Ju