quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Terra de ninguém



Nessa terra de ninguém
minha agonia era marcada pelos passos
- chorei de cansaço -
mas não voltei.


Nicole Rodrigues

2 comentários:

Capitu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Capitu disse...

Nossa! Que intenso!

Identifico-me em muito com estes versos, mas hão sei se o que me move neste "não voltar" é a determinação ou a perseverança...
(Talvez não seja algum dos dois, mas medo em parecer fraca ou orgulho em não parecer fraca...)

Há alguma diferença entre determinação e perseverança?

Quando leio você, sempre penso em mim... Obrigada por isso!