terça-feira, 17 de março de 2009

Sangria



A sangria desatada
dos copos sem fundo
enchendo o vazio
da alma humana
que, moribunda,
arde em chamas
e implora por mais
uma gota de absinto
para fingir
que não sente
a falta de ar.
Nicole Rodrigues

Nenhum comentário: