domingo, 17 de maio de 2009

Amor interrompido


Um amor interrompido é como
um carro na calçada,
um cavalo fugindo assustado,
um relógio de ponteiro enlouquecido;

um amor interrompido é como
um coração parado,
um padre pervertido,
um monge envaidecido;

um amor interrompido
condena duas almas
a viverem separadas, pensando uma na outra
e isso não faz o menor sentido.

Nicole Rodrigues

Um comentário:

Nathy disse...

o amor não faz sentido.....se não tiver sentido na pele o que ele representa.