terça-feira, 28 de julho de 2009

Ametista



Arranquei do peito,
transformei em pedra,
pus num embrulho prateado
e pedi pro carteiro te entregar.

E o que era músculo vermelho
virou preciosidade lilás,
- era só um coração...
do era feito tanto faz.


Nicole Rodrigues

Um comentário:

R.Vinicius disse...

"E o coração de cores fortes, na moldura da imagem trazia um verso, poema escrito com os pontos pequenos que unidos formavam a imagem." Gosto da tua forma de encanto.

Abraço,
R.Vinicius