segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Camundongo II



O camundongo batalha, revira, remexe e chacoalha,
mas só cai nos buracos que ele mesmo encolhe.

Ele levanta todo dia bem cedinho:
cava, planta, rega e colhe.

E cada semente é escolhida a dedo:
um amor, uma chance, um amigo, um segredo.

Porque camundongo de verdade
não é feliz pela metade.


Nicole Rodrigues

Nenhum comentário: