domingo, 27 de dezembro de 2009

Trava-língua




Nessa vida insossa
de palavras tantas e tortas
pouco importa o que se sente

Quando a língua trava,
o coração pára
e os olhos se fecham
no adeus.

Nicole Rodrigues



Waves II


Chuá, chuá
uma onda aqui e outra lá.


Nicole Rodrigues


Cubículo



Um dia novinho em folha começou 
e a primeira coisa que senti foi saudade,
saudade do tempo que eu era triste.

Senti as paredes e o chão
se fundirem em prisão
− cubículo, quadrado, enfadado, imperfeito.

Sinto falta de ar.
É excesso de amor.
É falta de solidão. 

Nicole Rodrigues

domingo, 20 de dezembro de 2009

Ursa maior






E não és tu a minha hortência,
a minha ursa maior?
Outra que não tu
existe no além-mar.

De onde eu corro,
de onde eu vôo,
de onde eu nado
para te encontrar.

E não és tu a minha Pandora,
a minha Aurora?
Que ilumina os caminhos
que eu teimo em trilhar.

Para onde eu corro,
para onde eu vôo,
para onde eu nado
para te encontrar.

Nicole Rodrigues