domingo, 30 de maio de 2010

Lisboa



Caí de amores
por um cantinho do mundo
que parece não ter fim.


Com suas ruadelas, praças e passarelas,
igrejas, museus e palacetes,
becos e bondes,
castelos e pontes,


ladeirões e escadarias,
casarões e catedrais,
eu bem que gostaria
de ficar um pouco mais.
Nicole Rodrigues

terça-feira, 18 de maio de 2010

Estrelas



Do outro lado tem estrelas?

Nicole Rodrigues

domingo, 16 de maio de 2010

O castanho cinza dos olhos dele




Ela o mantém enfeitiçado, preso e amordaçado numa redoma de encantos latinos. 

Ele tem o cabelo salpicado, uma dose de água com gás sempre ao lado e o nome de lorde britânico, galês.

Em que lugar do mundo ele estaria agora? Em outro que não o meu. Se não com ela, com outra qualquer. E eu aqui enxugando as lágrimas do céu e da memória.


Nicole Rodrigues

segunda-feira, 10 de maio de 2010



Não sei como,
só sei que vim.
Tingi a pele de amarelo, branco, preto e vermelho.

Vivi com
apes, pigeons e camelos − pesadelo!
Não sei quando,
só sei que parti.



Nicole Rodrigues

sábado, 1 de maio de 2010

Diamante de sangue



Carregamos nossos corações na mão como diamantes de sangue
que brotaram do chão.




Nicole Rodrigues