quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A luva e o violão


Numa mão a luva, na outra o violão.
Você cantou para eu dormir
e eu te desconjurei.


Nicole Rodrigues

2 comentários:

Farley Rocha disse...

Talvez o poema mais casual da sua produção.
Simples e certeiro, revela o belo aos olhos.
Ótimo!

Nicole Rodrigues disse...

"Talvez o poema mais casual da sua produção."

:-) Caríssimo, você me faz sentir tão LIDA.

Obrigada! rs.

Estou de olho no Palavra Leste. Que bom saber que você está de volta.